Poucas situações são tão perigosas para a segurança no trânsito quanto um caminhão com problemas nos freios. E o risco não se resume apenas ao caminhoneiro, mas envolve todos os veículos que trafegam pela via, o que faz com que um acidente nessas condições possa ter resultados desastrosos.

Felizmente, essa situação pode ser evitada por meio da correta revisão e manutenção preventiva do sistema de freios. Por isso, vamos mostrar, neste post, quais são as principais causas de falhas nos freios do caminhão e o que deve ser feito para que elas não aconteçam. Confira:

Lonas e tambores

As lonas e tambores são os principais componentes do sistema de freio da maioria dos caminhões. Por esse motivo, o desgaste dessas peças é um dos motivos que pode resultar em falhas na hora da frenagem.

Essa situação pode ser percebida pela redução da eficiência dos freios e por barulhos resultantes do atrito entre a lona e o tambor. Nesses casos, é fundamental avaliar a condição desses componentes, realizando a troca quando necessário.

A manutenção desses itens é de especial importância, já que eles também são responsáveis pelo acionamento do freio de estacionamento dos caminhões.

Superaquecimento dos freios

Quando lonas e tambores estão em mau estado, o acionamento dos freios pode resultar em superaquecimento do sistema. Nessa situação, o atrito entre os componentes diminui, reduzindo a eficiência dos freios do caminhão.

Além disso, a propagação do calor pode danificar outras peças do sistema de freio, chegando até mesmo nos pneus. Esse é mais um motivo pelo qual o reparador não pode se descuidar da manutenção das lonas e dos tambores.

Pastilhas e discos

Entre as principais falhas nos freios do caminhão, existem também caminhões que utilizam pastilhas e discos em seus sistemas de freio. Suas características garantem uma maior dissipação do calor, reduzindo os problemas com superaquecimento. No entanto, falhas ainda podem acontecer se não forem tomados os cuidados necessários.

Por isso, é preciso fazer uma avaliação desses itens logo nos primeiros sinais de desgaste sentidos pelo motorista, como ruídos, vibrações e pedal do freio muito baixo. Além de avaliar o desgaste das peças, é importante verificar a presença de empenamentos, calos e trincas.

Pressão do ar

O sistema de freio da maioria dos caminhões é pneumático, ou seja, funciona por meio da pressão exercida pelo ar. Se essa pressão não estiver devidamente regulada ou se o sistema apresentar vazamentos, a frenagem do caminhão pode ficar comprometida.

As causas mais comuns de perda de pressão no sistema são problemas na vedação das válvulas, contaminação por óleo lubrificante do motor e acúmulo de água nos reservatórios de ar.

Para manter o bom funcionamento do sistema pneumático é importante que ele passe por uma revisão periódica, quando devem ser verificados o compressor, a válvula reguladora de pressão, o elemento secador e os dutos do sistema, além de fazer a drenagem da água acumulada.

Fluido de freio

Nos caminhões que possuem sistema de freio hidráulico, a pressão nos componentes é exercida pelo fluido de freio. Para isso, ele possui algumas características especiais, como a baixa compressibilidade a alto ponto de ebulição.

Os problemas mais verificados nesses casos são o vazamento e a contaminação do fluido. Quando isso acontece, o fluido tem suas propriedades comprometidas, o que pode resultar em problemas na frenagem do caminhão.

Lembre-se de que não basta completar o nível do fluido, mas se deve fazer a troca completa para garantir a segurança na hora de acionar os freios.

Como vimos, as causas de falhas nos freios do caminhão podem ser variadas. Por isso, o ideal é que a sua oficina conte com um scanner de diagnóstico, uma excelente ferramenta para ajudar a identificar a origem dos problemas de maneira rápida e fácil.

Link original: https://chiptronic.com.br/blog/causas-da-falha-nos-freios-do-caminhao-e-como-evitar