Aplicativos, plataformas de fretes, perfis de notícias e redes sociais acessados pelo celular vêm trazendo os motoristas de caminhão cada vez mais perto da tecnologia, facilitando a rotina e amenizando a solidão de quem vive transportando cargas pelas rodovias brasileiras.

Transformação digital nas estradas: como a vida de caminhoneiro mudou com a tecnologia

Transformação digital nas estradas: como a vida de caminhoneiro mudou com a tecnologia

Os caminhoneiros em geral estão em peso na internet. Atualmente, 87,8% fazem uso dela, principalmente através do celular (98,8%). Aparelhos como computador, laptop e tablet também são usados por eles, mas em menor escala. Os números são da Pesquisa CNT Perfil do Caminhoneiro 2019, da Confederação Nacional do Transporte e levam à conclusão de que uma transformação digital vem acontecendo nas estradas.

O acesso desses profissionais à rede mundial é diário, segundo 90,6% dos participantes da pesquisa. Os destaques ficam com as redes sociais, a busca de informações profissionais e de notícias. Na verdade, o celular é hoje uma ferramenta de trabalho muito importante que inclui esses profissionais do transporte rodoviário de cargas.

Essa transformação digital na profissão vem trazendo várias facilidades como o acesso mais rápido às publicações de fretes, aos postos de combustível com melhores preços, locais para reparos do caminhão, bem como trajetos alternativos, seja por trânsito intenso, más condições do tempo ou da rodovia, e as questões de segurança, por exemplo.

Assim, cenas como a de entregar a carga e passar vários dias com o caminhão vazio, esperando um novo frete em um posto de combustível no meio da estrada, à mercê do perigo, muito comuns na vida do caminhoneiro, felizmente estão com os dias contados.

Isso porque agora o motorista autônomo só passa por uma situação dessas se quiser. Onde que quer ele esteja, nesse mundão sem porteira, pode encontrar rapidamente um novo frete pelo celular, através das plataformas de publicação de cargas, via aplicativo.

Novo ritmo no transporte de cargas

tecnologia vem melhorando as coisas para quem passa a vida nas estradas e o caminhoneiro sabe disso. Basta olhar a plataforma de publicação de fretes da FreteBras, por exemplo, que conta hoje com 400 mil autônomos, cadastrados e já com o aplicativo baixado no celular. Esse número representa 1/3 dos profissionais em atividade hoje pelo País, que já chegam a 1,2 milhão.

Em outras palavras, os caminhoneiros estão dando um baile de transformação digital pelas rodovias com essa nova relação tecnológica de trabalho entre eles e as empresas transportadoras, movimento que vem tomando conta do setor de transporte rodoviário de cargas no Brasil.

Além de facilitar a vida, o uso das plataformas traz mais segurança para o caminhoneiro, a certeza de que vai encontrar o frete que precisa, inclusive o de retorno, e que esse frete vem de empresas cadastradas, idôneas.

Os dados referentes ao primeiro quadrimestre de 2020 do Relatório do Setor de Transporte de Cargas da FreteBras surpreendem: o número de motoristas autônomos que vêm utilizando meios digitais para a busca de fretes aumentou 47% em relação ao mesmo período do ano passado.

Na verdade, a tecnologia vem mudando há algum tempo o ritmo desse mercado, com soluções como monitoramento e rastreio, telemetria, radiofrequência, roteirização e softwares que avisam sobre a manutenção preventiva dos veículos, por exemplo, o que também colabora com a segurança das operações e do caminhoneiro.

A Flex Automotiva trabalha com sistema de freios para caminhões e ônibus. Consulte-nos através do Whatsapp: https://wa.me/554199989072